O Santuário Diocesano do Monte da Virgem Imaculada, vulgarmente conhecido como Santuário do Monte da Virgem, sediado na diocese do Porto, é a concretização da fé e devoção das gentes do Porto, de Gaia e regiões vizinhas, à Imaculada Conceição, padroeira de Portugal.

O Santuário do Monte da Virgem situa-se no monte com o mesmo nome (anteriormente designado Monte Grande) a 216 m de altitude, na freguesia de Oliveira do Douro, concelho de Vila Nova de Gaia. Em 1904, por ocasião da celebração do cinquentenário da definição do dogma da Imaculada Conceição da Virgem Maria, surge a ideia, a vontade, de construir um Monumento em honra de Maria Imaculada.

O Santuário do Monte da Virgem foi confirmado como “santuário diocesano” por D. Manuel Linda, Bispo do Porto, a 7 de julho de 2020, estando confiado à responsabilidade de um Reitor, auxiliado pela Confraria do Monte da Virgem Imaculada.

CRONOLOGIA

  • A 8 de dezembro de 1904, solenidade da Imaculada Conceição, padroeira de Portugal, Augusto Dias da Fonte gravou numa pedra no cimo do Monte Grande as iniciais M.I. – Maria Imaculada.
  • A 25 de junho de 1905, D. António Barroso, Bispo do Porto, preside à primeira peregrinação ao Monte da Virgem, sendo lançada a primeira pedra do Monumento em honra da Imaculada Virgem Maria.
  • A 10 de outubro de 1905, o Bispo do Porto aprova a Comissão Executiva do Monumento à Imaculada Conceição.
  • A 17 de junho de 1906 é benzida e inaugurada a Capela do Monte da Virgem.
  • A 8 de outubro de 1906 é benzida e entronizada a imagem de Nossa Senhora do Monte da Virgem.
  • A 10 de outubro de 1909 é celebrada a primeira missa campal no Monte da Virgem.
  • Entre outubro de 1910 e 22 de julho de 1914, a Capela esteve encerrada por imposição da autoridade civil republicana.
  • A 9 de julho de 1914, é criada a Confraria do Monte da Virgem.
  • A 22 de agosto de 1937, é inaugurado, por D. António Augusto de Castro Meireles, Bispo do Porto, o Monumento à Imaculada Conceição.
  • Entre as décadas de 1940 e 1970, o Monte da Virgem foi lugar privilegiado de inúmeras peregrinações diocesanas, tendo-se convertido num importante local de devoção mariana das gentes do Porto, de Vila Nova de Gaia e de toda a região.
  • A 3 de fevereiro de 1964, a Imaculada Conceição é declarada Padroeira da Cidade do Porto (até 1981), sendo Administrador Apostólico D. Florentino Andrade e Silva, que preside à peregrinação desse ano, a 9 de agosto.
  • Em 1964, é apresentado um projeto de construção dum novo templo no Monte da Virgem, da autoria de Agostinho Ricca Gonçalves, nunca concretizado.
  • No início da década de 1980, alargou-se o espaço no Santuário destinado aos fiéis, com a retirada dos altares laterais. O Santuário foi enriquecido com dois vitrais, da autoria de Isolino Vaz.
  • Nas décadas de 1980 e 1990, o apoio de vários benfeitores e a vontade da Confraria, permitiu ampliar o património no Monte da Virgem, possibilitando a existência duma vasta área verde, bem como espaços para o desenvolvimento de estruturas de apoio ao Santuário.
  • A 5 de junho de 1988, realizou-se uma grande peregrinação vicarial, na comemoração do Ano Mariano, celebrado em toda a Igreja.
  • A 28 de maio de 2000, por ocasião da celebração do Jubileu, realizou-se a peregrinação jubilar diocesana, presidida por D. Armindo Lopes Coelho, Bispo do Porto.
  • Na primeira década do novo milénio, e sob a orientação do Rev. Pe. Manuel Leão, juiz da Confraria, desenvolvem-se estudos para a construção dum novo tempo e de infraestruturas de apoio ao Santuário, nunca concretizadas.
  • A 1 de maio de 2016, D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto, presidiu à celebração diocesana de encerramento da Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima à Diocese do Porto.
  • A 25 de junho de 2017, por ocasião do centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima, realizou-se uma grande peregrinação das vigararias de Vila Nova de Gaia, presidida por D. António Francisco dos Santos, Bispo do Porto.
  • A 7 de julho de 2020, D. Manuel Linda, Bispo do Porto, eleva a «santuário diocesano» o Santuário do Monte da Virgem.